Saltar para o conteúdo do SIDE
Logotipo do Sistema de Informação de Apoio ao Ensino
mestrado em
Sistema de Informação de Apoio ao Ensino
[ Escola de Ciências e Tecnologia ]
Quarta , 23 de Abril de 2014
2º Semestre, Ano lectivo: 2013 / 2014
Instant SSL Certificate Secure Site
 
 
Unidades Curriculares
 
Estruturas Metálicas
   
Descrição - Programa

[Publicado para o ano lectivo 2012/2013]

 

PROGRAMA DA UNIDADE CURRICULAR DE ESTRUTURAS METÁLICAS

(Aulas Teóricas - Práticas)

Ano lectivo - 2012/13

 

1 – Programa da componente teórica

1.1 – Introdução e breve descrição das estruturas metálicas aplicadas em Engenharia Civil nomeadamente, pavilhões industriais

1.2 - Revisão sobre quantificação de acções e de combinação de acções

1.3 - Bases de cálculo – Regulamentação (Eurocódigo 3)

1.4 - Dimensionamento de elementos estruturais sob o efeito de diferentes tipos de esforços

1.5 - Problemas de instabilidade

1.6 - As ligações dos elementos metálicos: ligações aparafusadas e rebitadas

1.7 - Pavilhões Industriais. Dimensionamento dos elementos estruturais constituintes: madres, asnas, pilares, contraventamentos, bases dos pilares e fundações encastradas no terreno.

 

 

2 – Programa da componente prática

O programa da componente prática da unidade curricular de estruturas metálicas a ser levado a efeito no ano lectivo 2011/12 é o seguinte:

2.1 - Dimensionamento estrutural de um pavilhão industrial.

Os alunos serão agrupados (2 a 3 alunos/grupo) e terão que efectuar o projecto de um pavilhão industrial. Desta forma, os alunos aplicarão os conceitos teóricos abordados

2.2 - Aulas de resolução de exercícios práticos nomeadamente, relativos ao dimensionamento de ligações. Estas aulas serão intercaladas com as aulas de realização do projecto previsto em 2.1.

 

 

trabalho prático

 

 

O trabalho prático consiste na concepção e dimensionamento estrutural de uma nave industrial constituída por asnas metálicas apoiadas em pilares da mesma natureza.

O edifício apresenta em planta uma forma rectangular com as dimensões de L×100 m2. A largura do edifício L está indicada no Quadro 1. Deve ser garantido um pé-direito livre de 7,50 m.

A localização da nave também está indicada no Quadro 1.

 

O trabalho deverá conter:

 

a) Peças Escritas:

a.1) Memória Descritiva e Justificativa

a.2) Quantificação e combinação de acções;

a.3) Dimensionamento das chapas de cobertura e fachada;

a.4) Dimensionamento das madres de cobertura;

a.5) Pré-dimensionamento da asna metálica;

a.6) Pré-dimensionamento dos pilares;

a.7) Dimensionamento da asna metálica;

a.8) Dimensionamento dos contraventamentos;

a.9) Dimensionamento dos pilares;

a.10) Dimensionamento das ligações tipo;

a.11) Dimensionamento das fundações;

a.12) Estimativa orçamental.

 

b) Peças Desenhadas:

b.1) Planta de Fundações;

b.2) Planta Estrutural da Cobertura;

b.3) Alçados Estruturais;

b.4) Pormenores.

 

Quadro 1: Largura do edifício L e localização

Grupo

L (m)

Localização

Grupo

L (m)

Localização

1

30

Funchal

11

30

Vila Real

2

35

Nazaré

12

35

Montijo

3

40

Viana do Castelo

13

40

Évora

4

45

Lisboa

14

45

Porto

5

50

Santarém

15

50

Lousada

6

55

Lamego

16

55

Tavira

7

60

Coimbra

17

60

Setúbal

8

65

Braga

18

65

Bragança

9

30

Faro

19

30

Guarda

10

35

Covilhã

20

35

Beja

 

Bibliografia Principal

● Manual de Dimensionamento de Estruturas Metálicas, Eurocódigo 3: Projecto de Estruturas Metálicas, Parte 1-1: Regras gerais e regras para edifícios. Rui A. D. Simões. cmm – Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista. ISBN: 972-98376-6-1. Julho de 2005

● Manual de Ligações Metálicas. Luís Simões da Silva e Aldina Santiago. cmm – Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista. ISBN: 972-98376-4-3. Novembro de 2003

● Eurocódigo 3

● Eurocódigo 1

 

 Bibliografia Complementar

 

● Regulamento de Segurança e Acções para Estruturas de Edifícios e Pontes (RSA), Imprensa Nacional

● Tabelas Técnicas para Eng. Civil, Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico

● Ciência de la Construcción, Odonne Belluzi, Aguilar

● Estrutura de Acero, de Oscar de Buen e Lopez de Heredia

● Pandeo en estruturas metálicas – Normas DIN 4114 Traduzidas por Batanero, Instituo Técnico de la Construcción y del Cemento

● Problémes de Résistance des Matériaux avec leurs Solutions, Callendreau, Éditions Albin Michel

● Teoria das Estruturas de Timoshenko & Young (nomeadamente para linhas de influência)

● Mecânica dos Sólidos, Timoshenko

● Mecânica dos Materiais, Moura Branco (IST)

● Francisco Quintero Moreno, “ESTRUCTURAS METÀLICAS”, Vol. I, II e III, 1ª Edición. 2ª Reimpresión, Madrid 1988

● R. Arguelles Alvarez, “La estructura metálica hoy”, Vol. I, II e III, Libreria Tecnica Bellisco, Madrid

 

cmm – Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista: http://www.cmm.pt

“The Steel Construction Institute”: http://www.steel-sci.org        http://www.steelbiz.org

topo
Sistema de Informação de Apoio ao Ensino
A informação disponível tem carácter meramente indicativo, não ficando a UTAD vinculada às informações disponibilizadas.
E-mail: side@utad.pt / Telefone: 259350308 / Extensão: 2308
© 2002-2014 Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Autor