Saltar para o conteúdo do SIDE
Logotipo do Sistema de Informação de Apoio ao Ensino
licenciatura em
Sistema de Informação de Apoio ao Ensino
[ Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias ]
Quinta , 6 de Agosto de 2020
2º Semestre, Ano letivo: 2019 / 2020
   
   
 
 
 
Unidades Curriculares
 
Patologia e entomologia agrícola
   
Descrição - Objectivos (Ficha da Unidade Curricular)

Objectivos da Unidade Curricular e competências a desenvolver

Pretende-se que o aluno inicie os seus conhecimentos na temática da Protecção das Plantas. O aluno deve adquirir conceitos sobre os principais inimigos das culturas e suas relações com as plantas e os factores que condicionam o seu desenvolvimento. Os alunos devem também aprender quais pragas e doenças que afectam as culturas em Portugal, devendo também adquirir conceitos sobre as melhores estratégias de luta contra estes inimigos, seja numa perspectiva de evitar a sua introdução na cultura seja depois para evitar a sua dispersão.

Planificação da actividade letiva (de acordo com calendário escolar)

Não publicado

Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objectivos da Unidade Curricular

Os alunos aprendem quais são os principais inimigos das culturas. Esta UC é composta por dois módulos: entomologia e patologia. Na entomologia são transmitidos conhecimentos que lhes permitem identificar as ordens e famílias de insectos e de que forma a sua ecologia varia com as condições edafo-climáticas e com a fenologia das plantas. Na parte da patologia, os alunos aprendem conceitos e terminologia específica. É-lhes ensinado o processo como os patogeneos provocam doença nas plantas, ficando deste modo os alunos capacitados para saberem quando e como intervir para controlar o desenvolvimento destes microorganismos. Os alunos aprendem quais são os patogéneos mais frequentes nas nossas condições e como se desenvolvem. Mostra-se aos alunos quais são os métodos de luta que devem utilizar numa perspectiva de sustentabilidade de forma a compreenderem que existem várias alternativas na luta contra os inimigos das culturas

Metodologias de ensino/aprendizagem utilizadas (métodos de trabalho, funcionamento da U.Curricular, recursos necessários, etc.)

As aulas teóricas são leccionadas fundamentalmente com base em meios áudio-visuais, recorrendo-se a esquemas, figuras para que o aluno compreenda melhor e mais rapidamente e para que desenvolva a sua capacidade de interpretação e análise. Nas aulas práticas recorre-se à observação de plantas doentes e a insectos, seja material fresco ou conservado. Incentiva-se os alunos a trazerem plantas doentes, para que se sintam mais motivados, podendo ser casos novos que provoquem discussão.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objectivos da Unidade Curricular

Nas aulas são apresentados conceitos teóricos e exemplos práticos. Refere-se a importância dos conceitos teóricos na identificação e comportamento dos inimigos das culturas, com o objectivo de permitir uma melhor tomada de decisão. As aulas são também acompanhadas da visualização e manuseio de material doente e de insectos, assim como se discutem casos concretos de problemas sanitários nas culturas e a forma como as pragas e/ou as doenças chegaram à cultura e como se podem combater. As aulas tornam-se locais de discussão sobre os temas da UC de modo a que o aluno se aperceba da importância real to tema e a necessidade de dispor e relacionar uma vasta gama de conhecimentos apreendidos nas outras UCs. A visualização de material doente e de insectos torna-se importante para que o aluno possa detectar os sintomas de doenças e o patogéneo e /ou praga.
topo
 SIDE 
© 2002-2020 UTAD | E-mail: side@utad.pt | Telefone: 259350308 | Extensão: 4308 | Política de privacidade
Autor